CLICK em MARCADORES (no lado direito) para encontrar o assunto que deseja.

Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 22 de março de 2013

Podemos elimnar ritmos de música com base na origem pagã?

Muitos livros tem sido escritos sobre MÚSICA SACRA, e alguns argumentos equivocados tem sido apresentados para se opor a alguns ritmos como por exemplo, a Origem Pagã e o significado do nome de alguns ritmos.

1-Em primeiro lugar se formos utilizarmos esse argumento infantil deveríamos até mesmo não usar algumas coisas como: vel, grinalda E ALIANÇA DE CASAMENTO, pois todos esses tem origem pagã! e aí cometeríamos os mesmo esnganos das Testemunhas de Jeová, pois deixam de celebrar determinadas datas por suposta origem pagã, mas incoerentemente fazem uso da aliança de casamento.

2- Se  formos eliminar tudo, com base na origem pagã, deveríamos eliminar o uso das notas musicais, pois A NOMENCLATURA destas tem origem pagã:
"A utilização do sistema silábico de dar nome às notas deve-se também ao monge Guido d'Arezzo e encontra-se numa melodia profana, hino que os meninos cantores entoavam ao padroeiro dos músicos, São João Batista, para que os protegesse da rouquidão, cada linha da qual começava com uma nota mais aguda que a anterior. Associou à melodia a um texto sagrado em Latim, cuja primeira sílaba de cada linha podia dar o nome de cada nota da escala musical.
Ut queant laxit 
Ressonare fibris
Mira gestorum
Famuli tuorum
Solvi polluti
Labii reatum
Sancte Ioannes

Cuja tradução é: Para que nós, servos, com nitidez e língua desimpedida, o milagre e a força dos teus feitos elogiemos, tira-nos a grave culpa da língua manchada, São João.

posteirmente o Ut se trasmoformou em dó, e o Sa em Si (iniciais de Sancte Ioannes) ou seja SÃO JOÃO.

conclui-se assim que este argumento contra os ritmos é um grande sofisma, e o pior é uitlizado por apologistas famosos!!!!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário